Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Loose Lips

Devaneios sobre tudo e sobre nada.

Loose Lips

Devaneios sobre tudo e sobre nada.

04.Jan.19

Então e coisas sobre esse início de ano?

1291174c703d24c250f139132a6bed79.jpg

Agora que já todos voltamos às nossas rotinas de trabalho, de sono e de alimentação de pessoas normais, já podemos falar sobre isto do ano novo, não é?

Então contem-me coisas: como começou o vosso ano, pessoas? Ah? Passaram o ano em casa entre mantas e cobertores, rodeados de comida, por entre gritos e gritinhos de miúdos da família e discussões daqueles tios afastados, ou foram ramboiar em micro vestidos para festas glamorosas ou passaram ao relento no meio dos milhares de pessoas na rua? Cumpriram as tradições de passagem de ano para que este seja O ano ou não acreditam em nada dessas coisas?

Ora então, aqui a pessoa, depois de um 2018 penoso decidiu cumprir tooooooooodas as tradições de passagem de ano. Passei, como sempre, em casa, rodeada de comida, família e amigos, com muita música, boa disposição e bebida à mistura, mas fiz questão de vestir as tais das cuecas azuis (e pensei que, se resulta para um casamento há-de resultar para um ano a tal combinação do someting old, something new, something borrowed and something blue que este ano não quero correr riscos), saltar de um banco com o pé direito (foi mais de um sofá, mas espero que valha igual), com as 12 passas na boca emborcadas com champanhe e ainda a nota de 500€ na mão (esperando que seja presságio do ano). Como se isto não bastasse, pela primeira vez desde há pelo menos 7 anos, fui sair na noite de passagem de ano e foi assim para lá de bom (tanto que fiquei sem voz dois dias)!

Nos entretantos já comecei o ano com idas à farmácia numa tentativa de ultrapassar esta bela tosse de cão que me calhou como prenda de novo ano, mas também há coisas boas e já tive uma entrevista de emprego, que não correu muito bem, mas sobre isto falo num próximo post, e vou amanhã na primeira escapadinha do ano, da qual também vos falo em breve, obviamente. A modos que tenho para mim que este ano vai ser atribulado, mas espero que em bom. Aliás, não espero, vou fazer com que seja em bom.

Desejos para este ano? Muito simples: que seja melhor que o anterior e saúde, muita saúde para os meus. É só mesmo isto.

Quanto a resoluções de ano novo e coisas que tais, mantém-se o mesmo de sempre e que tem vindo a ser cumprido, gradualmente, ao longo dos anos: alimentação saudável, exercício regular, mais leitura e claro, mais viagens. Já não acho que este vai ser O ano, já não tenho pachorra para as dietas de ano novo, nem acredito que muda tudo com a "viragem da página". A vida segue e, como sempre, é o que fizermos dela. Que 2019 nos traga muita coisa boa e que façamos muita coisa boa gente!