Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Loose Lips

Devaneios sobre tudo e sobre nada.

Loose Lips

Devaneios sobre tudo e sobre nada.

05.Abr.18

Dos sítios que valem a pena #3 - Singapura

IMG_20180404_113853.png

 

Ora então, no verão passado fizemos umas super férias: Zurique - Singapura - Bali. Hoje vou falar-vos um bocadinho sobre Singapura e depois, se quiserem muito, falo dos outros sítios (brincadeirinha gente, aqui a amiga conta-vos tudo).

Admito que Singapura nunca me suscitou grande curiosidade, não só pelo facto de ser altamente desenvolvida e ter muito pouco ao nível de história, mas porque achei sempre que não teria muito que ver... Ainda assim, acredito que o equilíbrio, como em tudo, é essencial, a modos que lá embarquei nesta viagem sem grandes expectativas, admito. Singapura é tudo aquilo que eu achei que seria e mais um bocadinho. É uma cidade com um calor insuportável, edifícios lindos que só eles, comida m-a-r-a-v-i-l-h-o-s-a, lojas de babar, um sistema de transportes públicos de fazer inveja a todos os países do mundo, cara com'ó raio e, surpreendentemente, com muita coisa para ver.

Ficamos hospedados mais próximos da zona de Chinatown, num hotel modesto mas muito simpático, o Naumi Liora e com um conceito que nunca tinha visto, mas que aparentemente é comum em Singapura nos hotéis mais pequenos e que se trata, nada mais nada menos, do que o pequeno-almoço ser servido fora do hotel. Curiosos? Então imaginem, na rua do nosso hotel havia mais uma série de hóteis pequenos e uma padaria com um aspeto de babar, a modos que nenhum desses hóteis servia pequenos-almoços, em vez disso, os hóspedes recebem uma espécie de talão que dá acesso ao pequeno-almoço nessa tal padaria. Primeiro estranha-se, depois entranha-se gente. O pequeno-almoço era d-i-v-i-n-a-l!

Estivemos 3 dias em Singapura e batemos tudinho o que nos interessava. Ora atentem:

 

2018-04-04 12.34.59 1.jpg

 

2018-04-04 12.30.56 1.jpg

 

 Desde logo o postal da cidade, o Gardens by the Bay que, tal como o nome indica, são uns jardins lindos sobre a baía. Para terem uma super perspetiva do Gardens by the Bay  é só mesmo subindo ao Marina Bay Sands que é só assim o hotel mais in de Singapura. Estão a ver aquelas três torres com uma ligação em cima, que parece uma nave espacial? Pois é gente, isso é tudo um hotel. E lá no cimo têm uma daquelas piscinas infinitas que devem saber pela vidinha no calor que se faz sentir, mas que, infelizmente, não é para o meu bolso. A utilização da piscina é reservada aos hóspedes, por isso não precisam de ter ideias gente, ou é que marcam lá estadia ou então esqueçam aquela fotos super trendy para o Instagram.

 

 

marina-bay-sands-top.jpg

 

 

Ainda assim, podem subir àquela pontinha ovalada da nave para uma espécie de miradouro sobre a cidade e tirar boas fotos na mesma, como esta:

 

2018-04-04 12.32.35 1.jpg

 

 

É também aqui que encontram o Supertree Grove, uma instalação de árvores metálicas bem ao estilo Avatar, linda que só ela, e que conta com um espetáculo de música e luzes, todos os dias. Vão para lá com tempo se quiserem assistir sentadinhos, porque aquilo fica à pinha todos os santos dias...

 

2018-04-04 12.34.17 1.jpg

 

Também tem uma espécie de caminhos entre as árvores (como podem ver pela foto de cima) que é mais uma forma de ter uma perspetiva dos jardins, mas como optámos pelo miradouro do hotel e achámos o preço destes ligeiramente absurdo, acabámos por não experimentar. Acredito que valham a pena, ainda assim. 

Passeámos também pela Helix Bridge até ao Merlion, Esplanade Park, Fort Canning Park (que é assim cutxi que só ele), à zona de Clarke Quay ( a que, sinceramente, não achei assim muita piada), e claro a Little India e Chinatown. Sinceramente não acho que Little India valha a pena, tem uns enfeites giritos e tal, mas a maior parte das ruas é muito suja e há zonas com um cheiro intragável a durian (que é só a fruta mais mal cheirosa de todo o sempre e que é proibida na grande maioria dos locais fechados, por isso imaginem). Já Chinatown foi a minha parte preferida da cidade, com um mix incrível de culturas e onde a comida é só assim de chorar por mais! Há imensos mercadinhos de rua, restaurantes e até stands de comida nesta zona que não só é muito mais acessível, como é super boa.

 

2018-04-04 12.34.33 1.jpg

A vista do Merlion

 

2018-04-04 12.33.41 1.jpg

 Little India

 

 

2018-01-25 07.13.58 1.jpg

 

Budha Tooth Relic Temple and Museum em Chinatown
(é lindo, lind, lindo)

 

Gostávamos muito de ter ido a Sentosa Beach, mas não conseguimos. No entanto, se forem com mais tempo, acho que valhe muiiiiiiiiiito a pena!

 

Então e compras, perguntam vocês? O centro comercial mais incrível que já vi foi, precisamente, em Singapura e é o The Shoppes na zona do Marina Bay. Imaginem um centro comercial com todas as high-end fashion stores, um ringue de patinagem e um canal gente! Um canal, com barcos e tudo! Gente, podemos deslocar-nos de barco num centro comercial, de barco! Como se estivéssemos em Veneza gente. Eu nem tenho palavras para isto! Para terem uma pequena noção eu não me senti, de todo, vestida para a ocasião, tal o luxo que emana daquele centro comercial. Mas ainda assim é engraçado e mesmo que, como eu, não comprem nada, acho que vale uma visita.

De Singapura trouxe umas bolsas (ou carteiras, como lhes queiram chamar) da Charles & Keith, uma marca local com peças super trendy e com ótima qualidade a preços bastante acessíveis. Caso tenham ideias de fazer compras em Singapura tenham atenção aos locais em que compram. Digo isto porque, quando chegámos, fomos revistados no aeroporto e foram-nos exigidos os talões de compra de t-u-d-o! 

 

Assim em jeito de balanço, acho que Singapura foi a cidade mais diferente que já visitei. Gostei muito, mas não faz tanto o meu género como cidades com mais história. A modos que, se procuram cidades com muitos monumentos históricos para visitar, decididamente que Singapura não é o sítio certo para vocês. No entanto, se gostam de cidades com muito movimento e edifícios espetaculares e espaços verdes assim de cortar a respiração, vale muito a pena visitar.

Caso planeiem uma viagem à Ásia, é quase inevitável fazer uma escala, por isso comparem preços e avaliem as opções. Afinal de contas, sempre podemos ficar a conhecer mais um pedacinho de terra, não é verdade?

 

IMG_20180404_113928.png