Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Loose Lips

Devaneios sobre tudo e sobre nada.

Loose Lips

Devaneios sobre tudo e sobre nada.

18.Mar.19

Cold feet

A ideia de mudar de emprego não é nova. Tive a sorte de poder ficar no sítio onde fiz estágio profissional e tem sido um percurso extremamente positivo e compensador, mas o meu objetivo nunca foi ficar por aqui. Sempre quis experimentar coisas diferentes, conhecer realidades diferentes e aprender, muito, para poder ser melhor, um bocadinho em cada dia.

O ano passado foi o mais atribulado da minha vida adulta e a vontade de sair e de mudar começou a crescer cada vez mais. Não só por querer aprender e fazer mais do que aquilo que sinto que conseguiria fazer onde estou, mas também por não me rever nesta nova forma de gestão, por não me rever nas decisões que têm vindo a ser tomadas e por reconhecer, agora mais realisticamente do que quando entrei, que a probabilidade de progressão é ínfima. E não, não me refiro ao paycheck no final do mês, mas sim ao trabalho e às funções... Lá está, esta vontade de querer fazer mais, aprender mais.

Foi por isto tudo que decidi sair. Aliás, decidi deixar a porta entreaberta, com a possibilidade de regressar se as coisas não correrem bem doravante. Hoje começa a minha última semana de trabalho aqui, onde trabalho há quase quatro anos, onde entrei pequenina e fui crescendo enquanto pessoa e profissional, onde tive a sorte de ter uma equipa incrível, com todos os seus defeitos e feitios, de ter a melhor chefe que poderia ter tido, onde tive a sorte de abraçar inúmeros projetos, de fazer tanta coisa e conhecer tanta gente boa, que levo comigo.  

Hoje começa a minha última semana de trabalho e não consegui dormir. Tenho um friozinho na barriga e um medo terrível de que as coisas corram mal. Tenho em cima da mesa duas propostas, duas propostas super ambiciosas. A decisão está quase tomada, mas agora estou com medo de sair. Não sei o que me espera e estou a começar a ficar com cold feet, estou a começar a pensar em voltar atrás e deixar-me estar, quietinha no meu canto, que já conheço tão bem.

Hoje começa a minha última semana de trabalho e eu ainda não sei bem como isto aconteceu.

2 comentários

Comentar post