Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Loose Lips

Devaneios sobre tudo e sobre nada.

Loose Lips

Devaneios sobre tudo e sobre nada.

19.Mar.19

Dos sítios que valem a pena #12 - Paris

Paris nunca foi a minha cidade. É uma cidade bonita, é uma cidade imponente e com milhões de história, sem dúvida. Mas falta-lhe um je ne sais quois... Já lá tinha ido umas cinco vezes e sempre foi esta a minha perspetiva. No entanto e porque sinto sempre que o problema é meu, decidi lá voltar. Desta vez com um grupo de amigas. A C. esteve lá no ano passado, a-d-o-r-o-u e lembrou-nos de uma coisa espetacular: todos os europeus com menos de 26 anos têm entrada gratuita em (...)
18.Mar.19

Cold feet

A ideia de mudar de emprego não é nova. Tive a sorte de poder ficar no sítio onde fiz estágio profissional e tem sido um percurso extremamente positivo e compensador, mas o meu objetivo nunca foi ficar por aqui. Sempre quis experimentar coisas diferentes, conhecer realidades diferentes e aprender, muito, para poder ser melhor, um bocadinho em cada dia. O ano passado foi o mais atribulado da minha vida adulta e a vontade de sair e de mudar começou a crescer cada vez mais. Não só por (...)
07.Mar.19

Está escolhida a escandaleira da semana? #4

Então não é que o Chef Kiko andou a pregar por este nosso Portugal que tinha vencido um concurso super especialíssimo da NASA, que iria levar as suas receitas de bolinhos de bacalhau a Marte e mimimi e afinal a realidade está a anos-luz do que realmente aconteceu? Ah? Ora então: o Chef Kiko que, desde logo, deixa muito a desejar quando, depois dos 12 anos, continua a querer que as pessoas o tratem pelo diminutivo de Kiko, que afinal não foi convidado coisa nenhuma, mas que se (...)
28.Fev.19

Por muito boa que seja uma proposta de emprego, vale a pena quando o processo de recrutamento é desgastante?

Sei que tenho andado ausente, mas os últimos tempos têm sido uma verdadeira roda-viva de coisas e emoções, o que faz com que o tempo para escrever escasse e a vontade também, admito. Ainda assim e como vos tinha dito aqui, estou em processo de procura de um novo desafio profissional e tem sido uma verdadeira odisseia. (...)
21.Jan.19

É preciso falar sobre isto #2

Nos últimos tempos temos assistido a um movimento social com cada vez mais impacto no que refere aos direitos das mulheres, não só no que refere à igualdade salarial, mas sobretudo no que refere ao assédio e mimimi. Eu sou muito a favor disto, da igualdade entre géneros. E aqui acho que não entram feminismos, porque por muito que se advoque que o feminismo defende a igualdade, logo à partida a génese da palavra indica uma supremacia (tal como o indica o machismo), de modo que me (...)
18.Jan.19

A primeira entrevista de emprego ao fim de 3 anos

Aqui a pessoa, aos olhos de muitos, tem a sorte grande no que toca a trabalho. Ainda estava na faculdade quando consegui um estágio profissional na minha área e depois de ter terminado o estágio entrei diretamente para os quadros. Tenho um emprego estável, a fazer uma coisa de que gosto muito, bem remunerado, com boas (ótimas) condições e uma chefia e equipa incríveis, é verdade. Mas falta-me qualquer coisa, falta-me o desafio. De forma que tenho estado em procura ativa por um (...)
14.Jan.19

Hoje falo-vos de doação de cabelo

Ainda não vos tinha falado sobre isto, mas uma das últimas decisões que tomei em 2018 foi doar cabelo. A verdade é que tinha o cabelo gigante e estava numa fase em que me incomodava verdadeiramente, ao vestir casacos o cabelo ficava preso nas mangas e tirá-lo era um pesadelo, ao virar-me a dormir não conseguia fazê-lo sem me magoar por estar com o cabelo enrolado em mim, tooooooooda a gente que se sentava à minha beira numa secretária acabava, invariavelmente, por me prender o (...)
04.Jan.19

Então e coisas sobre esse início de ano?

Agora que já todos voltamos às nossas rotinas de trabalho, de sono e de alimentação de pessoas normais, já podemos falar sobre isto do ano novo, não é? Então contem-me coisas: como começou o vosso ano, pessoas? Ah? Passaram o ano em casa entre mantas e cobertores, rodeados de comida, por entre gritos e gritinhos de miúdos da família e discussões daqueles tios afastados, ou foram ramboiar em micro vestidos para festas glamorosas ou passaram ao relento no meio dos milhares de (...)